LITURGIA NOTÍCIAS DA IGREJA SANTUÁRIO O PÁROCO APOSTOLADO DA ORAÇÃO PASTORAIS DIZIMISTAS ARQUIDIOCESE DE CURITIBA LITURGIA DOMINICAL EVENTOS MENSAGEM DO PAPA


Denunciam ato sacrílego contra a Eucaristia durante a Missa

PIURA, 01 Jul. 19 / 05:00 pm (ACI).- Pe. Jorge Luis Olaya Rivera, Vigário da Paróquia Santíssima Trindade de Sullana, no departamento de Piura (Peru), denunciou um ato sacrílego contra a Eucaristia enquanto celebrava a Missahá poucos dias.

Resultado de imagem para eucaristia

Na quarta-feira, 26 de junho, durante a Missa das 7h na igreja, localizada na praça principal de Sullana, "exatamente durante o momento da distribuição da Santa Comunhão, um sujeito entrou inesperadamente no templo", indicou o sacerdote em um comunicado datado de 28 de junho.

O sujeito se dirigiu "direto para o altar e rapidamente derrubou e deixou cair violentamente no chão todos os objetos sagrados incluindo uma âmbula com a Sagrada Eucaristia, cometendo assim um ato sacrílego”.

Saindo de encontro à informação divulgada por alguns meios de comunicação e redes sociais, Pe. Olaya disse que "em nenhum momento fui agredido fisicamente, mas lamento muito a ofensa tão grave cometida ao mais sagrado da nossa fé. Da mesma forma, compartilho minha dor com todas as pessoas, em sua maioria idosos", que estavam presentes na Missa.

 

"Finalmente, comecei a recolher com muita piedade e respeito as hóstias consagradas para depois purificar o lugar com água, terminando com uma oração de desagravo junto com todas as pessoas”, indicou o sacerdote.  

Após o incidente, o sujeito que cometeu o ato sacrílego, que sofre de esquizofrenia e não foi identificado, foi detido e levado para a delegacia de polícia local, onde foi liberado horas depois e, mais tarde, voltou para a paróquia quando celebrava o pároco, Pe. Roland Castro, mas foi parado por alguns fiéis na entrada.

Em seu caminho, quebrou o vidro de alguns carros e, ao voltar à delegacia de polícia, destruiu a imagem de Santa Rosa de Lima que estava neste local.

Dom José Antonio Eguren, Arcebispo de Piura e Tumbes, arquidiocese da qual Sullana faz parte, disse ao Grupo ACI no domingo, 30 de junho, que estes eventos "ocorreram na semana de Corpus Christi e antes da festa do Sagrado Coração Jesus, o que causou comoção nos fiéis".

No entanto, o Prelado destacou que isso também levou a "uma maior piedade eucarística reparadora e a uma renovação nos fiéis com missas, adoração ao Santíssimo e orações". Pe. Olaya, "um jovem sacerdote, também se viu renovado em seu ministério", acrescentou.

Além disso, Dom Eguren informou ao Grupo ACI que o pároco da igreja de Sullana, Pe. Roland Castro, se ofereceu para ajudar a família do homem que cometeu o sacrilégio para que retome o tratamento que fazia no centro de repouso para os doentes mentais de Piura, dos irmãos de São João de Deus, que havia suspendido por falta de dinheiro.

fonte: ACI DIGITAL